05/12/2014

A carreira 21 - "A bem arranjada."




Estava frio e sentia-se um vento gelado, daquele que corta a pele e a seca. Esfregou as mãos e pediu para que rapidamente viesse alguém, caso contrário teria que ir embora. Mais depressa tivesse formulado o desejo, tão rápido se satisfaria.

Uma mulher, jovem, talvez na casa dos trinta, algo robusta, mas não anafada, sentou-se a seu lado, mesmo na ponta do banco da paragem do 21. Olhou para dentro do saco que deitou ao colo e procurou, remexendo. Ele sorriu e pensou: As mulheres e os seus sacos, é sempre uma surpresa, nunca sabemos o que dali pode sair, e ao mesmo tempo esperamos que ali tenham de tudo. É surpreendente! E arqueou as sobrancelhas, arregalando os olhos.

Ela sentiu os seus olhos revirados e perguntou, incomodada.
-Qual é o problema? Tem algum problema??!! Estou a mexer no que é meu!
- Não, menina! De modo algum. Estava apenas aqui a pensar para comigo. Nada mais!
- Acho bem!
Tirou do saco uma escova de cabelo e penteou-o vigorosamente. Era comprido, algo ondulado e luzidio. E voltou a guardar a escova. Ficaram ambos parados, olhando-se pelo canto do olho. Uma rajada de vento despenteou-a e ela foi de novo com a mão ao saco e repetiu o procedimento anterior.
Virou-se para ele disse:
- Tenho que estar bonita, sabe?! Tenho que chegar a casa bonita, e bem arranjada, ou então ele vai.
- Vai embora?
- Não! Vai procurar outra. É assim, a gente tem que andar arranjada, senão eles começam a procurar melhor por fora. Ah, pois é!
- Pois...
- São uns tolos e anda por aí muita moça ainda mais tola do que eles. Umas galdérias, sabe?! Só lhes sabem fazer porcarias, e eles gostam, sabe?!
- Pois...
- Estou a fazer dieta, sabe?! Já emagreci, mas ainda falta mais. E vou ficar no ponto, não acha?
- Pois, vai sim, claro que vai...
- Mas aquelas porcarias é que não, sabe! No outro dia pediu-me... mas eu, não... não fiz e pronto, sabe!
- Sei, sim...
- É, eles gostam. E você bem o sabe, é homem também!
- Pois...
- Ouça lá, você não sabe dizer mais nada?! Pois, pois, pois... olhe, vem aí o 21. Até à próxima!
- Até à próxima e felicidades. Espero que consiga o que quer e não desista, não o deixe ir, ainda que... sabe?!
- Porco!!!
Entrou no autocarro e mostrou-lhe o dedo do meio, gordito e com a unha pintada de azul.
Azul???!!, exclamou. Cruzou os braços e pensou: está bem, azul... são gostos, mas azul!! 
Estava na hora de ir embora, fazia frio e dali nada melhor hoje sairia. Tinha o caminho de volta a casa para vaguear sobre as porcarias que eventualmente ela estaria a referir-se. Um universo tão vasto, mas que ao mesmo tempo poderia tornar-se tão estreito e limitado, a sexualidade. Ora vamos lá ver... porcarias... e foi trauteando os acordes duma musica de que se lembrara logo ali..

| Did a Bad Bad Thing - Chris Isaak |




11 comentários:

  1. "Mas azul!!! " Dependerá sempre do azul...marinho, ou noite, ou eléctrico, ou celeste, ou bebê...o mesmo acontece com "as coisas porcas"...:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida, uma coisa, é uma coisa. Outra coisa, é outra coisa! :)))
      Azul... naaaah!

      Eliminar
  2. 21 era o número do Nuno Gomes:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Nuno Gomes era a "borboleta", passeava-se pelo campo qual uma. Acho que lhe calhava mais a sorte do que o engenho, mas ainda assim não é de se lhe tirar o mérito.
      ( paixoneta de adolescência??) :))))

      Eliminar
  3. Azul é uma cor linda, ora, tal como as porcarias! :P :P

    Beijinhos Marianos, João! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, cada uma no seu lugar, mas nas unhas não! :))

      Beijinhos, Maria!

      Eliminar
  4. O banco do confessor é seguramente dos lugares mais tristes, incompreendidos e paradoxalmente solitários do mundo. Mal estamos quando não o conseguimos largar numa paragem qualquer, obriga-nos sempre a levar com as porcarias dos outros.

    P.S.: A música é ganda malha. Acho que mais dia menos dia ainda me hei-de lembrar dela. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E assim sendo, aguardo pacientemente por essa ganda... malha! :)))))

      Eliminar
    2. (Epá, com essa é que me lixaste... Isso, assim, fia mais fino... Não tenho jeito para grandes coisas, confundo sempre a obra -prima do mestre com a prima do mestre d'obras...) 8-|

      Eliminar

Deixa a fermentar ou mete já ao forno! Mas comenta!